Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

desabafos e afins

notas aleatórias (ou algo mais complexo)

notas aleatórias (ou algo mais complexo)

17.10.21

Sei-lhe o nome, mas gosto de o lembrar como "o senhor dos figos", já que essa é a memória que mais tenho presente em mim. Gosto de o lembrar, fim. E gosto de o lembrar porque ele me ensinou sem saber que o que temos é irrelevante; o que realmente importa é quem somos por dentro.

 

O senhor dos figos tinha pouco, para não dizer nada. Contudo, nunca lhe faltava o sorriso nem o "bom dia" educado e simpático. E não precisando de retribuir nada, deu-nos figos como forma de agradecimento pelo pouco que fazíamos. Deu-nos figos porque era o que ele tinha.

 

Não tinha muito, mas era muito. E como diz o provérbio: "no fim do jogo, peões e reis voltam para a mesma caixa".

6 comentários

Comentar post